Menu
como escrever um livro de não-ficção 07 mar

Como escrever um livro de não-ficção (que as pessoas queiram ler)

De alguns anos para cá, muitos foram os novos escritores que surgiram no mercado.

Seja pela chegada do mundo digital (que facilitou muito o processo), seja pela adaptação a um novo trabalho devido ao desemprego que assola o país, foram muitos amantes da escrita que procuram saber como escrever um livro de não-ficção.

Logo, o número de produtores de conteúdo aumentou de forma exorbitante.

O que acontece é que, antigamente, publicar um livro impresso era muito mais difícil.

Hoje, além do caminho ser mais curto, as novas gráficas e o surgimento dos E-books deixaram tudo muito mais acessível.

Portanto, se você quer saber como escrever um livro de não-ficção. Continue nessa página até o final.

Hoje você descobrirá as dicas de ouro para começar a sua produção hoje mesmo!

Como escrever um livro de não-ficção de qualidade?

Em um cenário moderno repleto de “coaches da vida”, tornar-se um “especialista” em determinado tema ou assunto está ao alcance de qualquer um na palma da mão.

São cursos online com suas vídeo-aulas, páginas jornalísticas e blogs (muitos blogs!), dos mais variados segmentos possíveis para ensinar a você o assunto que você quiser.

Sendo assim, ouso dizer que qualquer pessoa, com um mínimo de conhecimento da língua portuguesa e que se considere, ao menos, um bom pesquisador, pode produzir um bom conteúdo que venha se tornar livro.

Mas, eis algumas dicas do que você precisa saber, antes mesmo de entender como escrever um livro de não-ficção. Veja:

[1] Entenda o gênero

A primeira coisa que você precisa saber é que livros de não ficção são muito diferentes de uma obra literária, por exemplo.

Enquanto um tem como o maior guia a imaginação, o outro, a obra de não-ficção, é totalmente baseada em fatos e teorias.

Logo, o tema e os assuntos costumam ser relacionados a biografias, negócios, culinária, saúde, animais, ofícios, decoração, viagens, religiões, artes, história, etc.

Resumindo: o livro de não-ficção exige que o autor seja, ao menos, um “especialista” na área que pretende escrever. Portanto, se prepare para estudar, muito.

[2] Seja um pesquisador nato

Por mais que a internet já esteja popularizada há algum tempo, ainda há muito para ser explorado.

Portanto, tenha em mente que nada que já foi escrito anteriormente é absoluto. Há sempre mais a ser desenvolvido. E sempre haverá novas visões gerando diferentes versões de um mesmo tema.

Por mais óbvio que seja, quanto mais você pesquisar, mais conhecimento você obterá, assim como novas dúvidas surgirão a cada vez que você se aprofundar ainda mais.

Se você deseja descobrir como escrever um livro de não-ficção, o que você precisa fazer?

Se você respondeu, ler e pesquisar obras de não ficção… acertou!

Livros bem escritos e com uma narrativa maravilhosa, fluída e cheia de conhecimento garantem um espaço especial nas prateleiras das livrarias e em sites na forma de E-books.

Dentre esse estilo de livro e narrativa, o conteúdo voltado para viagens, culinária e decorações costumam estar entre os mais procurados.

Portanto, siga essa dica: se você quer escrever não-ficção, leia! Pesquise! E leia um pouco mais.

[3] Determine o nicho e os assuntos sobre os quais você deseja escrever

como escrever um livro de não-ficção

Você já deve ter percebido que essas dicas estão se tornando uma espécie de passo a passo, não é mesmo?

Pois bem. Após entender o gênero e pesquisar tudo o que você puder sobre ele, além de ler muitos livros de não-ficção, finalmente você poderá definir um nicho que deseja explorar, assim como os assuntos que deseja abordar em seu livro.

Talvez você já tenha isso em mente. O que é melhor ainda!

Portanto, trate de pesquisar um pouco mais, agora dentro do tema proposto para reforçar ainda mais seu conhecimento e garantir que você tenha um modelo o qual seguir.

Mas lembre-se que essa é a sua versão dos fatos. Então trate de abordar todos os assuntos conforme o seu ponto de vista.

Por exemplo, se você tem experiência em organização de festas, além de toda a teoria que você abordará, coloque também as suas experiências no ramo.

Você pode focar no desenvolvimento de uma determinada técnica ou outra, mas deixe claro para o leitor sua visão sobre tais assuntos. O que você tem a dizer sobre tal que irá agregar mais para o conteúdo?

Além de criar empatia com o leitor, deixará a leitura ainda mais gostosa.

[4] Elabore um método de escrita

Esta dica resume-se basicamente em ter uma rotina de escrita.

Não é segredo para ninguém que para se tornar cada vez melhor naquilo que você faz, é preciso praticar muito.

Na escrita, principalmente.

Portanto, defina uma hora específica do dia para você escrever.

Mesmo que comece com somente meia hora de escrita diária, simplesmente escreva. Logo você se acostumará com a rotina e estará escrevendo naturalmente todos os dias.

Não tem tempo? Arrume.

Tem muito barulho? Se isole.

Se você deseja escrever um livro um dia, independente do tema, você descobrirá que disciplina será a chave para o seu sucesso.

Além de, claro, paciência para escrever, revisar, reescrever e editar o conteúdo do seu futuro livro quantas vezes forem necessárias.

[5] Coloque um título curto e atraente

Por fim, elabore um bom título para o seu livro. Ele será fundamental para atrair seus leitores.

Escolha um título que transmita em uma só “tacada” tudo o que você deseja passar ao seu público como mensagem principal.

Lembre-se: este é um livro de não-ficção.

Diferente de livros literários, cujos títulos muitas vezes não refletem o conteúdo de forma autoexplicativa, os títulos de livros de não-ficção precisam ser mais diretos.

Portanto, tente sempre incluir a palavra-chave (aquela mais usada no conteúdo) em seu título.

A palavra-chave, ou frase-chave, é aquela que, quando pesquisada por leitores que desejem tal conteúdo, encontrem diretamente o seu livro de não-ficção ou e-book.

Incluir uma palavra-chave no título do seu livro permitirá que pessoas que buscam o conteúdo que você pode oferecer sejam redirecionadas à sua obra ao fazer uma pesquisa, seja em ferramentas de busca ou catálogos de livros.

Por mais literais que sejam títulos de não ficção, não devemos deixar a criatividade e o carisma de lado.

Portanto, segue o objetivo principal: Informar seus leitores sobre o conteúdo do seu ebook.

No mais, evite títulos difíceis de memorizar ou pronunciar e, em especial, que possam ofender leitores.

Agora que você já sabe como escrever um livro de não-ficção…

Você já sabe o que fazer para começar… então comece!

Faça as suas pesquisas, e organize toda informação útil e relevante para o seu livro de não-ficção.

Estabelece um rotina de trabalho e determina um cronograma de quantas páginas produzir por semana do seu livro. E não dê desculpas, se comprometa com as suas metas.

Logo você estará publicando o seu primeiro livro, se entregar-se de corpo e alma a esse objetivo.

E lembre-se que outras pessoas como você podem precisa dessa mesma informação.

Faça a sua parte e colabore com essas pessoas. Compartilhe esse artigo com a sua rede de amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com