4 dicas para implementar uma ideia inovadora

Você provavelmente já teve alguma ideia inovadora que, à primeira vista parecia brilhante, mas acabou não indo muito além, certo? Todo mundo já passou por aquele momento em que, de repente, pensa em algo aparentemente muito bom, mas que, no fim das contas, nem vai para frente. E o pior é que, apesar de muitas dessas ideias não serem tão boas, outras poderiam gerar um resultado muito satisfatório, caso fossem tratadas da maneira correta.

Matt Kingdon, autor do livro Os Verdadeiros Heróis da Inovação

Matt Kingdon, autor do livro Os Verdadeiros Heróis da Inovação

Para criar algo empreendedor, você precisa saber que mais importante (e mais difícil) do que ter uma ideia, é saber como transformar um conceito ainda muito abstrato em algo rentável, planejado e que se aplique ao mundo real. É muito comum as pessoas, ao pensarem em uma invenção, tomarem dois caminhos distintos: o primeiro é tratá-la de maneira extremamente complexa e formal, logo de cara, e a segunda é exitar em compartilhar e, assim, perder o momento.

Matt Kingdon, autor do livro Os verdadeiros heróis da inovação (DVS Editora) deu um depoimento à Harvard Business Review com 4 dicas que podem ajudar bastante nesse processo entre ter uma ideia inovadora, e fazer com que ela se torne um negócio rentável.

1) Tenha uma postura de “bom o bastante”

O protótipo perfeito é aquele que passa uma mensagem de “eu já sou suficientemente bom”. É claro que durante o processo de criação os conselhos e críticas são muito bem vindas, mas ao apresentar o projeto dentro da sua empresa, é essencial que ele passe essa ideia, ao invés de algo como “posso ser melhor, me ajude a conseguir isso”.

2) Conduza experimentos de baixo custo

Se na apresentação final do seu projeto você precisa ter uma proposta mais forte, ele só dará certo se você, antes, compartilhar sua ideia com outras pessoas. A partir disso, pegue o feedback que lhe for passado e comece a conduzir experimentos que tornem essa ideia ainda melhor. Isso irá consistir em alguns processos de aprendizado e adaptação, e quanto mais você fizer, melhor. Logo, é muito importante que isso tudo tenha baixo custo e aconteça da maneira mais rápida possível, já que assim você elimina dois fatores que podem jogar a sua ideia dentro da gaveta, novamente.

3) Diminua os riscos

Injetar uma ideia que ainda está em seu estágio inicial, no processo formal de inovação de uma empresa, pode ser o fator determinante para matar essa ideia. Não arrisque. Ao invés disso, mostre seu projeto de maneira informal. Deixe protótipos sobre sua mesa, para que as pessoas comentem quando passarem por lá. Isso irá ajudá-lo a aprimorar sua criação, aumentando sua confiança para que você possa inserí-la no processo de aprovação da sua empresa.

4) Mostre que você está aberto às críticas

Estar aberto às críticas não é o bastante. É preciso ter a certeza que as pessoas saibam disso. Mostre para elas o quanto você quer que elas respondam com sinceridade, um bom caminho é dizer algo do tipo “sei que essa ideia ainda tem suas falhas, mas espero que possamos trabalhar nisso e conto com a sua ajuda para melhorar”. [Via]

Os Verdadeiros Heróis da Inovação

Na obra, o autor investiga a fundo de que forma você pode fazer a inovação realmente ocorrer mesmo em organizações que têm uma mentalidade operacional enraizada.

Como os executivos inovadores – heróis que fazem as verdadeiras transformações ocorrerem nas empresas – pressionados pelos prazos, lidam com os riscos? Como eles se preparam para identificar e aproveitar as oportunidades? E como colocar profissionais – seres humanos com medos e fraquezas, no coração do sucesso comercial? São algumas das questões abordadas pelo livro. Clique aqui para comprar.