Criatividade e ambiente de trabalho

criatividade e ambiente de trabalho

Ouça entrevista para o programa Viva Cidade, da Rádio 96 Fm de Bauru (SP), com o consultor, palestrante e autor do livro Qualidade da Criatividade, Victor Mirshawka Jr.

No bate-papo, o autor explica como a criatividade torna-se cada vez mais peça chave para o desenvolvimento de colaboradores, funcionários e estratégias dentro das empresas.

Segundo ele, a criatividade pode aparecer de duas formas. A primeira delas ocorre quando o colaborar encontra algo que possa ser melhorado em seu trabalho e propõe uma solução – o que seria a demonstração mais básica de criatividade; ou no instante em que é desenvolvido um projeto capaz de modificar ou até mesmo revolucionar o modelo de geração de receita ou de negócios da empresa. Esta última modalidade é chamada de inovação ou empreendedorismo.

Como estimular a criatividade

Victor dá algumas dicas práticas sobre como é possível estimular e tirar maior proveito da criatividade. Antes disso, ele destaca que não é preciso revolucionar a todo momento para que haja criatividade. Pequenas melhorias nos processos do dia a dia são demonstrações essenciais desta competência. Veja como desenvolver a habilidade criativa:

Captar conhecimentos de outras áreas: diversificar os tipos de informação buscados capacita o indivíduo a fazer mais conexões, ou livre associações, que são a base das ideias. Ou seja, se você é um profissional de exatas, busque conhecimento de outras áreas, como nas humanas, e não se feche apenas ao seu campo de atuação.

Persistência: A taxa de sucesso de uma ideia é baixa em relação à quantidade de ideias que somos capazes de conceber. Por tanto, quando uma ideia parece promissora, é preciso insistir tanto para lapidá-la como para que seja realmente colocada em prática.

Anotar em um caderno: Esta dica parece bastante elementar, porém nem sempre é observada. Anote ou documente suas ideias de algum modo para resgatá-la mais tarde. Temos inúmeras ideias durante o dia e nem sempre somos capazes de nos lembrarmos dela.

Criticar depois: normalmente temos o mau hábito de criticarmos uma ideia logo após recebê-la. Inverta a ordem. Inicialmente procure encontrar as vantagens, em seguida as oportunidades e por último as preocupações e eventuais problemas. A simples troca da ordem pode salvar uma ideia para que ela não morra precocemente, já que é complicado trabalhar algo cuja primeira avaliação foi negativa.

“Tudo o que foge da norma tem uma rejeição inicial, e uma pessoa criativa tem que fugir da normal, tem que conceber ideias que não sejam estatisticamente comuns ou medianas”
– trecho da entrevista de Victor Mirshawka Jr.

Qualidade da Criatividade I e II

Qualidade da Criatividade I

Qualidade da Criatividade II

Na coleção Qualidade da Criatividade são abordados temas desde como usar melhor o seu cérebro até a eliminação dos maus hábitos, dando naturalmente realce aos bons hábitos que permitem ao leitor tanto individualmente como em grupo alcançar um grande desenvolvimento em criatividade. São apresentadas muitas técnicas criativas, exemplificam-se inovações bem-sucedidas e chega-se à análise da empresa criativa. Faz-se também uso de vários softwares que facilitam o desenvolvimento de um processo criativo como aquele criado em Buffalo, na Universidade de Nova York.

Não se deixa também de abordar o tema ligado a gestão da inovação e do capital intelectual de uma organização, em particular na busca e na retenção de talentos de uma corporação. As empresas no século XXI só sobreviverão se tiverem muitos talentos pois, sem dúvida, essa é a era do cérebro. É vital pois a absorção dos conceitos apresentados para se ter uma competência essencial, ou seja, ser um ser humano muito criativo, profissional, que todas as empresas desejarão contratar!!!

– Comprar volume 1
– Comprar volume 2

Saiba mais sobre o autor

Victor Mirshawka Junior é diretor da pós-graduação da FAAP e autor do livro Qualidade da Criatividade. Nesta coleção ão abordados temas desde como usar melhor o seu cérebro até a eliminação dos maus hábitos, dando naturalmente realce aos bons hábitos que permitem ao leitor tanto individualmente como em grupo alcançar um grande desenvolvimento em criatividade. São apresentadas muitas técnicas criativas, exemplificam-se inovações bem-sucedidas e chega-se à análise da empresa criativa. Faz-se também uso de vários softwares que facilitam o desenvolvimento de um processo criativo como aquele criado em Buffalo, na Universidade de Nova York. Não se deixa também de abordar o tema ligado a gestão da inovação e do capital intelectual de uma organização, em particular na busca e na retenção de talentos de uma corporação. As empresas no século XXI só sobreviverão se tiverem muitos talentos pois, sem dúvida, essa é a era do cérebro. É vital pois a absorção dos conceitos apresentados para se ter uma competência essencial, ou seja, ser um ser humano muito criativo, profissional, que todas as empresas desejarão contratar!!!

Engenheiro eletrônico formado pela Faculdade de Engenharia da FAAP, em 1991, Victor é mestre em Tecnologia Educacional, pela Universidade de Syracuse. Foi responsável pela implantação do currículo da disciplina Criatividade, na Faculdade de Engenharia, assumindo posteriormente a mesma nas Faculdades de Direito e Computação e Informática. Autor de livros nas áreas de Qualidade e Criatividade, vem aplicando os conhecimentos desenvolvidos na FAAP, também como consultor em empresas que buscam inovação. Ocupa atualmente a posição de diretor da Faculdade de Computação e Informática com bacharelado em Sistemas de Informação da FAAP.

Os Segredos do Carisma!

carisma

Por Kurt Mortensen, autor de QI da Persuasão.

QI de PersuasaoA principal habilidade das pessoas extremamente prósperas é a persuasão. Pare um pouco para pensar. Percebe que tudo que deseja na vida é resultado direto da persuasão? Segundo Brian Tracy, um renomado especialista em persuasão: “As pessoas que não conseguem apresentar suas ideias ou vender o seu peixe de maneira eficaz têm pouco poder de influência e não são altamente respeitadas.” O inverso desta declaração seria afirmar que, se você conseguisse apresentar sua ideias com eficácia e persuadir os outros, teria um alto poder influência e seria muito respeitado.


Você sabia que a maior parte dos CEOs (chief executive officer) das maiores corporações norte-americanas têm formação em vendas e marketing? Talvez você não almeje ser o CEO de uma grande corporação, mas sejam quais forem suas escolhas, sonhos ou metas profissionais, a persuasão é a chave do sucesso. Profissionais da persuasão, ou seja, especialistas em vendas e marketing, são os empregados mais requisitados. Pais, professores, líderes, gerentes, empreendedores, empregados e profissionais de vendas, todos precisam de habilidades de persuasão. Seja qual for a real posição que ocupamos, todos persuadimos, ou melhor, precisamos saber vender, para sobreviver.

Gravité – Tradução em imagens para o termo “inovação”

A inovação é um golpe de sorte ou resultado de um trabalho árduo? É um lampejo de inspiração ou fruto de uma meticulosa administração? Os inovadores já nascem prontos ou são treinados?
Quando você vê o vídeo acima, é possível que pense “por que eu não pensei nisso antes?!”
Pois é, aquilo que parece uma “sacada” não nasce do nada. A inovação não nasce do nada. Ela surge da interação entre os propulsores da mudança no processo criativo – pesquisa, desenvolvimento e aplicação.
Pense sobre isso!

A inovação é um golpe de sorte ou resultado de um trabalho árduo? É um lampejo de inspiração ou fruto de uma meticulosa administração? Os inovadores já nascem prontos ou são treinados?

Ao assistir o vídeo acima, é possível que você pense “por que eu não pensei nisso antes?!”

Pois é… aquilo que parece uma “sacada” não nasce do nada. A inovação não nasce do nada. Ela surge da interação entre os propulsores da mudança no processo criativo – pesquisa, desenvolvimento e aplicação.

Pense sobre isso!

Continue lendo

PodCast FIA – Conversa Executiva, com Claudio Queiroz

Cláudio Queiroz fala sobre os motivos que o fizeram escrever o livro As Competências das Pessoas e da necessidade do mercado identificar quais as competências um gestor precisa observar na seleção dos seus empregados e colaboradores.

Continue lendo

Estreitando a Lacuna da Inovação é destaque no jornal Empresas & Negócios

Lastreada em experiências
vividas em suas empresas e noutras em que participou,
a empresária norte-americana enseja, com
muita propriedade, que a não renovação signifi ca
paralisação. Não meramente mudar por mudar e sim uma
inovação consciente, “pé no chão”. Em resumo, ela explica sua
metodologia de sucesso, sem cansar-nos e descaracterizando
qualquer processo de auto-ajuda. Útil.
.
Livro Estreitando a Lacuna da Inovação, de Judy Estrin, é destaque na  coluna Livros em Revista, de Ralph Peter, no jornal Empresas & Negócios.

“Lastreada em experiências vividas em suas empresas e noutras em que participou, a empresária norte-americana enseja, com muita propriedade, que a não renovação significa paralisação. Não meramente mudar por mudar e sim uma inovação consciente, “pé no chão”. Em resumo, ela explica sua metodologia de sucesso, sem cansar-nos e descaracterizando
qualquer processo de auto-ajuda.”

Clique em Full para acessar o conteúdo.

Dez habilidades para se conseguir o que quer!

Kurt W. Mortensen – DVS – Em nosso dia-a-dia
nos vemos sempre negociando, seja uma alteração
de horário, um programa, opinião, etc.De maneira
instintiva utilizamos meios que muitas vezes desconhecemos.
Este livro tem o condão de mostrar que podemos aprimorar
nossas habilidades persuasivas. Não são difíceis. Com bastante
clareza, dá a real  intensidade de nosso potencial, seja para
vender ou para comprar. Esclarecedor.

Livro QI de Persuasão é destaque na coluna Livros em Revista, de Ralph Peter,  no Jornal Empresas & Negócios. O impresso dá destaque para o livro como uma manual que apresenta técnicas de desenvolvimento de habilidades de convencimento e conquista. Veja clicando em Full.

Por Ralph Peter

“Kurt W. Mortensen – DVS – Em nosso dia-a-dia nos vemos sempre negociando, seja uma alteração de horário, um programa, opinião etc. De maneira instintiva utilizamos meios que muitas vezes desconhecemos. Este livro tem o condão de mostrar que podemos aprimorar nossas habilidades persuasivas. Não são difíceis. Com bastante clareza, dá a real  intensidade de nosso potencial, seja para vender ou para comprar. Esclarecedor.”


Continue lendo

Marketing Estratégio é destaque no jornal Empresas & Negócios

Livro da DVS Editora consta na coluna “Livros em Revista” do jornal Empresas&Negócios. Para ler o conteúdo clique em Full.
“Edilberto Camalionte – DVS – Marketing com visão global da empresa e do mercado, é o que demonstra, com dados e fatos o organizador que liderou estrelado e refi nado grupo de professores de administração e  pós-graduação da FAAP. Uma verdadeira rede operacional, de fi nanças à logística, para liderar mercado, ser reconhecido como tal e fi delizá-lo. Voltado para administradores, homens de vendas e marketing.”

Construindo um cérebro magro!

Lançamento do livro Reeduque seu Cérebro, Remodele seu Corpo é destaque em matéria da Folha de Londrina. Segundo o jornal, a “obra ensina como reeducar a mente para administrar melhor o comportamento alimentar”.

Clique em “Full” para ler a matéria completa.

Dov Seidman, agora o comportamento é o ponto crítico

Dov Seidman, autor do livro “Como”, fala sobre a mudança de rumos e como o comportamento tornou-se o ponto crítico que pode nos diferenciar dos nossos concorrentes.

Segundo o autor, hoje qualquer produto, por melhor que seja, pode ser copiado e vendido por um preço menor ou igual ao que você oferece. Hoje tudo virou commodity! Sendo assim, num mundo hiperconectado e hipertransparente, já não é o que fazemos que nos diferencia dos outros, mas como fazemos.

Continue lendo

As Competências das Pessoas é dica no jornal Empresas & Negócios

Por Ralph Peter

“Cláudio Queiroz – DVS – Com profunda propriedade, linguajar fluido, quase didático e real maestria, o autor desfila formulas praticadas com sucesso, que despertarão talentos latentes e ampliarão horizontes dos já descobertos. Há um roteiro para autodiagnóstico e construção de plano para desenvolvimento individual.”

Continue lendo

Judy Estrin na ‘Incentive2Innovate’ (I2I) Conference

Judy Estrin fala sobre inovação na conferência ‘Incentive2Innovate’ (I2I) promovida pela X PRIZE’s Foundation em parceria com a BT Global Services, com a John Templeton Foundation e com o Escritório das Nações Unidas para as Parcerias.

Judy Estrin, autora do livro Estreitando a Lacuna da Inovação dá insights sobre como as empresas podem criar uma cultura de inovação nas suas organizações.

“Eu gostaria de pensar a inovação como um estado de espírito. O que nos importa aqui é essa capacidade que uma pessoa, organização, país ou mesmo o mundo tem para mudar”, afirma.

Continue lendo

Cinco lições sobre Marca e Marketing, com Lady Gaga

O guru do branding, Peter Montoya, autor do livro A Marca Chamada Você , costuma dizer “Trabalhe seu nome, ele deve ser a sua marca e deve diferenciar você dos seus concorrentes; deve fazer de você algo único e mostrar a originalidade daquilo que oferece. Você precisa se interligar, relacionar-se com pessoas e inserir seu nome (Marca) no cotidiano delas. Você deve ser responsável por grandes feitos, mas é necessário certificar-se de que as pessoas certas fiquem sabendo disso. Nunca se esqueça de que visibilidade cria credibilidade; e que autopromoção sem qualidade é arrogância, mas que autopromoção com qualidade é um negócio inteligente”.

Parece que Lady Gaga captou certinho a mensagem! O seu Nome virou uma Marca, e à sua Marca está associado não só a sua música, mas um estilo de viver, uma maneira de se vestir, entre outras muitas questões.

Continue lendo