6 livros que ajudam na busca pela felicidade

A frase que pode ser lida na imagem acima guarda uma grande verdade. Os livros sempre tornam você melhor! Mesmo quando são cabíveis de crítica, o ato da leitura nunca deixará de servir de exercício para o seu cérebro.

Se todos os livros contribuem conosco, o que dizer então daqueles que foram feitos para nos ajudar em uma das mais nobres causas da existência humana: a busca pela felicidade?

Esse questionamento deu origem à lista abaixo, na qual reunimos 6 livros que ajudam você a se tornar uma pessoa melhor! Eles trazem histórias de superação, pensamentos instigantes, exemplos de vida, dicas e até métodos práticos que irão contribuir em sua jornada.

Pequeno Livro da Alegria – Dicas para produzir sorrisos e cultivar sua felicidade
Foram reunidas uma série de dicas simples que, quando colocadas em prática, ajudam na busca pela felicidade. Além das dicas, o prof. Victor Mirshwka Junior, autor da obra, explica como executá-las e quais podem ser os “efeitos colaterais positivos”. (Saiba mais / Onde comprar)

 

8 ou 80 – Seu melhor amigo e seu pior inimigo moram aí, dentro de você!
Por meio de contos e de experiências pessoais, a autora Branca Barão identifica os personagens opostos que moram dentro de cada um: o desorganizado e o metódico, o preguiçoso e o viciado em trabalho, o estressado e o zen, etc. Desse modo, passamos a conhecer melhor nossas próprias características e a saber usá-las nos momentos adequados. (Saiba mais / Onde comprar)

 

Insight – Reflexões para uma vida melhor
Best-seller de Daniel C. Luz, o livro Insight continua ajudando milhares de pessoas até hoje – mais de 10 anos após o lançamento da primeira edição. A obra traz uma série de textos, pensamentos e frases que ajudam a entender o comportamento humano. Mais tarde, o autor lançou o Insight 2, complementando o conteúdo do primeiro com novas reflexões. (Saiba mais / Onde comprar)

 

Chi Mental – Estratégias de sucesso para a sua vida pessoal e profissional
Como você lida com o estresse? A mesma carga de estresse atinge as pessoas de maneira diferente. As preparadas conseguem repeli-lo, enquanto outras acabam absorvendo-o todo. Este é um dos exemplos de situações com as quais o livro Chi Mental irá ajudá-lo a enfrentar. Ele mostra como explorar todo o potencial da mente, reprogramando seu cérebro com uma estratégia de exercícios diárias com apenas 8 minutos de duração. (Saiba mais / Onde comprar)

 

Agora é pra valer! – A verdadeira história de quem passou de chefe dos outros a líder de si mesmo
O livro de Marcia Luz narra a história de Lucio Queiroz. Ele ocupava o cargo de vice-presidente em uma grande organização, mas o modo como lidava com as pessoas acabou colocando suas relações pessoas e profissionais em risco. O protagonista precisa então passar por um difícil período de reconstrução própria para tentar retomar sua vida. (Saiba mais / Onde comprar)

 

Fênix – Renascendo das Cinzas
Como em seu primeiro livro, o best-seller Insight, o autor Daniel C. Luz nos apresenta dezenas de argumentos, parábolas e histórias reais em que pessoas comuns ousaram se tornar extraordinárias a partir de uma mudança de atitude. São exemplos de pessoas que, movidas uma forte convicção e uma determinação sem hesitações, construíram ou reconstruíram sua história de maneira exemplar, ao se envolverem com toda energia na busca de um objetivo ou de um sonho. Artistas, empresários, executivos, escritores: homens e mulheres, jovens e idosos. A força para o despertar não tem dia, nem hora. Como dizia o poeta alemão Goethe: “Seja qual for o seu sonho, comece. Ousadia tem genialidade, poder e magia.” (Saiba mais / Onde comprar)

Comportamento vira fator de diferenciação competitiva entre empresas

Um debate sobre o comportamento da loja Best Buy e a própria existência da gigante do varejo tomou conta da blogosfera no começo deste ano. Embora a questão seja qualificada como de grande importância – o futuro da gigante no mercado de venda de produtos eletrônicos, bem como o da sua concorrente Amazon, diz respeito à estrutura do mercado varejista –, eu acredito que essa discussão deu o que falar justamente por que há muito mais envolvido.   

A discussão começou quando o analista Larry Downes questionou a viabilidade das práticas da Best Buy num post no blog da Forbes. Até agora, o artigo teve mais de 2,5 milhões de acessos, e milhares de leitores postaram comentários em resposta. Há alguns motivos para o assunto ter ganhado tamanha repercussão, que ultrapassou o universo da Best Buy, da Amazon, e da indústria de varejo e de atendimento ao cliente. São quatro as questões a serem vistas:  Continue lendo

12 formas de destruir uma equipe competente

Todos sabemos como é árduo formar uma equipe eficiente. Em muitas situações são anos de tentativas, com erros e acertos até que em um determinado momento a orquestra se forma.

Por Gustavo Chierighini, fundador da Plataforma Brasil Editorial e membro do conselho editorial da DVS Editora.

Geralmente ela é entrosada, comprometida, dotada de uma cultura própria, mas que convive com as particularidades. Ela é o sonho de dez entre dez empresários inteligentes.

Mas nem todos atingem esse êxito ao formarem seus quadros, porém entre aqueles que conseguem, um bom número se afunda nas armadilhas do processo de gestão e invariavelmente acabam por destruir aquilo que construíram.

Desta vez, caminhando no sentido inverso, apontaremos aquelas atitudes e práticas que servem para acabar de vez com uma equipe invejável. Continue lendo

Um novo modo de lidar com a concorrência

Obra Superando as Armadilhas da Comoditização mostra como agir quando a redução constante de preços torna-se impraticável; Autor Richard A. D’Aveni trata de exemplos vividos por empresas como Apple, Hilton Hotels, Zara e Harley-Davidson; Obra originalmente publicada pela Harvard Business Press é lançada no Brasil em fevereiro pela DVS Editora;

Superando as Armadilhas da Comoditização é uma obra de alerta para os empresários cujos negócios estão caindo na armadilha da comoditização – uma forma insidiosa de hipercompetição capaz não apenas de tirar sua empresa do mercado, como abalar um setor inteiro e destruir diversos mercados.

O fato comprova-se já na realidade econômica brasileira onde diversos setores vivem a invasão de produtos a baixo custo (principalmente chineses), o que inviabiliza uma concorrência justa e saudável. Continue lendo

O empregado e a Gestão de Carreira

É recorrente ouvirmos que a gestão de carreira está nas nossas mãos. Entretanto, existem outros atores que influenciam e interferem na velocidade e alcance do nosso objetivo de carreira.

Empregabilidade, autogestão de carreira estão na moda, mas apesar de todo o esforço, nem sempre o objetivo é alcançado. Por vezes, faltam estratégias e ações estruturadas de modo a potencializar a velocidade e o alcance de nossos sonhos.

Por Cláudio Queiroz

Continue lendo

Insight!

Não deixe de conhecer mais sobre a obra. Você não vai se arrepender! Acredite!

E não deixe de curtir a página do facebook do livro. Continue lendo

Quando os investidores fogem

Caros leitores, vou começar esta matéria de uma forma inusitada, ou melhor, a partir de um tema que aparentemente nada tem haver com o universo dos investimentos e seus operadores.

Por Gustavo Chierighini, fundador da Plataforma Brasil Editorial e membro do conselho editorial da DVS Editora.

Começaremos abordando sobre a atividade de caçar. Sim, essa mesma, a caça esportiva a animais indefesos. O leitor já teve contato com essa atividade? (Aos excessivamente politicamente corretos, as minhas sinceras desculpas). Por mais incrível que pareça, nesta atividade encontra-se parte de um conjunto comportamental que surpreendentemente em muito se relaciona com a nossa temática principal, com a grande diferença de que quando se “caça” investimentos deve-se excluir terminantemente toda e qualquer atividade ou ato que sugira tocaias, dissimulações, armadilhas ou atos e sentidos predatórios. Diante de investidores, toda transparência é pouco, e a relação de confiança deve ir muito além da retórica, sendo marcada por parâmetros claros e meios específicos e estruturados de fiscalização, além do rigor no respeito as normas vigentes. Continue lendo

Empreendedorismo muda área de destino de migrante

Raimundo Soares, dono da Galinhada do Bahia

Raimundo Soares, dono da Galinhada do Bahia

O empreendedorismo de migrantes move a economia -mas, em áreas de metrópoles brasileiras que receberam pessoas de outros Estados até os anos 1980, o crescimento começa a ser visto agora.

Matéria de FELIPE GUTIERREZ publicada originalmente na Folha Online

Quem faz a avaliação é o jornalista canadense Doug Saunders, autor de “Arrival City” (cidade de chegada, em tradução livre, obra que será lançada em breve pela DVS Editora), lançado neste ano nos EUA. O termo cunhado por ele refere-se a regiões, como bairros, que migrantes vindos do interior rural adotaram para viver.

Devido à instabilidade econômica até meados dos anos 1990, pequenos negócios de pessoas que deixaram a cidade natal não nasceram e cresceram na velocidade com que poderiam. Hoje, diz ele, que dedicou dois capítulos do livro ao Brasil, inicia-se nova fase -com novos empreendimentos e formalização. Continue lendo

Preço versus Percepção de Valor – o que mais importa na hora da compra?

Olá poderosos persuasores! Ok. Já é Março e agora é hora de começar o ano pra valer! Lembre-se que a maneira mais fácil de aumentar os seus ganhos é aperfeiçoando suas técnicas de persuasão. Vamos continuar então com nossa série QI de Persuasão. Lembre-se que há 12 leis da persuasão/convencimento e cada uma irá aumentar seus ganhos e capacidade de convencimento.  O segredo é quando e onde você deve usar cada uma delas de modo a embutir, na cabeça de seus clientes, um pensamento que vá de encontro aos seus interesses!

Por Kurt Mortensen

Qual a resposta para a pergunta:

Qual a porcentagem de decisões de compra que são baseadas no preço?

a)  81%

b)  55%

c)  33%

d)  21%

e)  6% Continue lendo

O sonho chinês: abertura lenta e gradual

Caros leitores, comecemos pelos fatos objetivos. Nos próximos dois anos, uma camada considerável de importantes políticos chineses, pertencentes ao Partido Comunista Chinês (a única agremiação política permitida) se aposentará, e com isso virá uma renovação. Na vanguarda desse movimento desponta um nome: Xi Jinping.

Por Gustavo Chierighini, fundador da Plataforma Brasil Editorial e membro do conselho editorial da DVS Editora.

Ele é o atual Vice Presidente da China. Mais do que isso, até 2013, deverá se tornar o principal líder Chinês, substituindo Hu Jintao, que se notabilizou como um duro negociador com o ocidente. O homem pertence ao grupo conhecido como “os jovens príncipes”, que reúne os filhos de líderes revolucionários chineses. Uma elite formada como fruto da revolução cultural, destinada a conduzir o futuro do País. Sim, os comunistas também adoram uma elite (a do partido, naturalmente). Continue lendo

Um guia pioneiro sobre o Pensamento Produtivo

O modelo de pensamento produtivo é uma estrutura comprovada. Podemos de fato pensar melhor, mais eficazmente e mais solidamente se aplicarmos essa ferramenta genial, empregada por várias empresas e indivíduos para criar soluções originais para problemas empresariais de grande complexidade e solucionar problemas pessoais prementes. Tanto no âmbito pessoal quanto no empresarial, o pensamento produtivo pode mudar significativamente a vida das pessoas.

Concebido para lhe ensinar a pensar produtivamente, este livro se concentra e se fundamenta em princípios objetivos e consistentes, mostrando como é possível e essencial separarmos o pensamento criativo e crítico, estendermo-nos no problema, batalharmos pelo “terceiro terço”, isto é, pelas idéias mais criativas e inovadoras, como verdadeiros garimpeiros de ouro, e buscarmos analogias inesperadas, como bem nos recomenda o filósofo Heráclito, para quem “A analogia inesperada é mais pungente do que a óbvia”. A analogia inesperada é o cerne do pensamento produtivo.  Continue lendo

Douglas Saunders: “A periferia é o novo centro do mundo”

Autor de um livro sobre as favelas, o jornalista canadense diz que elas são celeiros de empreendedorismo e dinamismo. 

por DANILO THOMAZ, da Revista Época

Ao desembarcar no Brasil, o jornalista canadense Douglas Saunders, colunista do diário Globe and Mail, esperava encontrar em nossas favelas um ambiente de extrema violência e depravação. “Eu esperava ver todos aqueles clichês. E realmente vi garotos de 14 anos armados com rifles e pessoas usando drogas no meio da rua”, diz. “Mas também encontrei comunidades preocupadas em melhorar a vida de suas crianças, migrantes que continuam a enviar dinheiro a seus familiares 50 anos depois de saírem da terra natal e dinâmicos microempreendedores.” Explicar as causas e os desdobramentos dessa contradição das periferias é a missão a que Saunders se lança em seu recém-publicado Arrival city: the final migration and our next world(Periferia: a migração final e nosso novo mundo, numa tradução livre, sem previsão de lançamento no Brasil). Fruto de um trabalho de três anos, realizado nas periferias de quatro países – Brasil, China, Turquia e Egito –, o livro afirma que esses espaços e a classe média que emerge deles são o novo centro do mundo. Continue lendo