Como fazer uma redação: 10 dicas para escrever melhor

Antes que sejam apresentadas as 10 dicas pontuais sobre como escrever melhor, vale ressaltar que o melhor conselho de todos é: leia mais. Com a leitura somos capazes de absorver a linguagem, passamos a conhecer novas palavras e ganhamos entrosamento com o texto. Leia tudo o que cair na sua frente, mas não abandone os clássicos que são notadamente bem escritos, assim você será capaz de comparar os estilos, identificar erros, perceber exageros e por aí vai.

Para escrever melhor, é imprescindível também o bom conhecimento da língua. Recupere aquela gramática que usou na escola – ou consiga uma nova – e se dedique a algumas páginas por dia. Em pouco tempo você perceberá a melhora em seu texto (que pode ser tanto uma redação, quanto um trabalho acadêmico ou até mesmo um e-mail corporativo).

Em tempos de internet, não podemos negar a grande ajuda que alguns sites especializados em tirar dúvidas de português nos proporcionam. Porém, não confie em tudo o que encontrar por aí. É importante comparar algumas fontes antes de tomar uma decisão. Alguns sites que geralmente trazes conteúdo confiável são:

http://www.brasilescola.com/
http://www.ciberduvidas.com/
http://educacao.uol.com.br/disciplinas/portugues/
http://www.priberam.pt (dicionário online)
Volp (descubra se uma palavra existe ou não)

Bem, passadas essas considerações iniciais, vamos às 10 dicas sobre como escrever melhor. Claro que não há milagres, sem estudo, dedicação e treino é impossível obter algum resultado, mas com alguns minutos por dia e atenção aos itens abaixo conseguirá evoluir sua escrita (a lista seguinte foi originalmente publicada aqui).

Como escrever uma redação

10 dicas para escrever melhor: 1. Seja breve e simples

Complicar demais o seu texto com palavras complexas e ideias confusas só vai atrapalhar o seu leitor e fazê-lo desistir mais rapidamente do seu texto. Para resolver esse problema, pense que o uso de cada palavra no texto deve ser justificado. Outro ponto a ser observado, nesse caso, é o cuidado com as abreviações. Muitas vezes elas facilitam o seu trabalho, mas complicam a vida de quem vai receber o texto.

10 dicas para escrever melhor: 2. Fique atento à escolha de palavras

Para manter um texto simples como sugere a dica anterior é preciso que você esteja atento às palavras que escolhe para o seu texto. Termos rebuscados e pouco conhecidos dificilmente atrairão a atenção de alguém.

10 dicas para escrever melhor: 3. Use um dicionário de sinônimos

Para usar sempre os sinônimos mais simples e populares você precisa possuir um vocabulário bastante extenso. No entanto, é impossível conhecer todas as palavras, portanto, você vai precisar de ajuda. Não fique quebrando a cabeça com buscas infinitas a várias palavras que signifiquem a mesma coisa, conte com a ajuda de um dicionário de sinônimos.

10 dicas para escrever melhor: 4. Chame a atenção dos leitores no início e no fim

Isso não significa que o desenvolvimento do seu texto possa ser uma porcaria, mas nada chama mais a atenção dos leitores do que um bom primeiro parágrafo. No entanto, ter um bom início e fazer um desenvolvimento satisfatório não vão ajudar você se a sua conclusão for péssima. Lembre-se: o seu texto não deve ser uma decepção.

10 dicas para escrever melhor: 5. Não perca a lógica das sentenças

O ritmo de leitura é fundamental para que os leitores não desistam dos seus textos. Portanto, evite períodos longos e que contenham muitas ideias. A melhor dica para esses casos é manter uma ideia por sentença. Outro ponto ao qual você deve estar atento é a linguagem utilizada. Se você iniciou um texto com linguagem formal, permaneça nela até o fim.

10 dicas para escrever melhor: 6. Escreva diversas vezes e leia em voz alta

Embora em muitos casos a sua ideia inicial seja a melhor, escrever um mesmo parágrafo diversas vezes faz com que você veja cada ponto que pode melhorar – assim como aqueles que devem permanecer. Da mesma maneira, lê-los em voz alta é fundamental para que você perceba pequenas cacofonias ou rimas.

10 dicas para escrever melhor: 7. Pense em parágrafos

Tenha em mente que os parágrafos não são simples blocos de texto. Na verdade cada um deles deve conter uma ideia que deve, de alguma forma, estar ligada com aquilo que será tratado no parágrafo seguinte.

10 dicas para escrever melhor: 8. Deixe de fora os adjetivos e advérbios

Se você não pretende escrever um texto de ficção ou um artigo opinativo, deixe de lado os adjetivos e advérbios. Esse tipo de palavra acrescenta juízo de valor aos seus textos e, de forma indireta, expressa as suas opiniões. Por outro lado, o objetivo de um texto, normalmente, é informar e não opinar.

10 dicas para escrever melhor: 9. Vá direto ao ponto

Não faça rodeios, diga de forma objetiva aquilo que você pretende. Muitas palavras que não levam a lugar nenhum vão enfraquecer a mensagem que você está tentando passar.

10 dicas para escrever melhor: 10. Varie o comprimento das frases

Pense no seu texto como um discurso: se você o faz de maneira monótona vai entediar a sua audiência, se você o faz de maneira agitada vai acabar cansando as pessoas. Portanto o ideal é que você varie frases curtas e frases mais longas, que equilibrem a leitura.

Sugestões de leituras

Quem quiser se aprofundar na arte de escrever pode prosseguir o “treino” com dois livros publicados pela DVS Editora.

Como escrever melhor

Redigir, de David Pereira – o livro tem por objetivo desenvolver o estudo das modalidades de redação: descrição, narração, dissertação. Contém, além do conteúdo explicativo, uma série de exercícios de redação criativa.

Onde comprar

Como escrever um textoRedação, Interpretação de Textos e Escolas Literárias, de Jorge Miguel – a obra do professor da FAAP, além de auxiliar no caminho para uma escrita mais refinada, traz mecanismos para desenvolver a interpretação de textos, tendo inclusive grande valia a quem pretende prestar concursos ou vestibulares.

Onde comprar

Professor da FAAP publica livro fundamental para redação e interpretação de textos

– Obra é indispensável para concursos e vestibulares.
– Roteiro de estudos com 524 questões resolvidas; testes e perguntas abertas.

Livro redação e interpretaçãoSaber interpretar e redigir textos com desenvoltura é essencial em qualquer campo do conhecimento, tanto para profissionais quanto para quem está galgando uma vaga em concursos públicos ou prestando vestibular. Para auxiliar os estudos neste campo, o professor Jorge Miguel, Coordenador de Língua Portuguesa da FAAP, lança pela DVS Editora o livro “Redação, Interpretação de Textos e Escolas Literárias”.

A obra tem por objetivo guiar o leitor, por meio de 524 questões propostas e resolvidas, em sua trajetória de aprofundamento na língua portuguesa. Os exercícios propostos – discursivos e em forma de teste – gradativamente aprimoram a arte da interpretação, ao passo que apresentam as escolas literárias, suas características fundamentais e principais autores.

– Melhorar a escrita é um dos principais desafios assumidos pelo livro.

Com a bagagem de quem estuda o idioma há décadas, Jorge Miguel interliga temas, mas organiza-os didaticamente em capítulos. Na primeira parte de seu livro são apresentadas as técnicas e recursos linguísticos necessários à produção e compreensão de textos descritivos, narrativos e dissertativos. Em seguida, o professor dedica capítulos exclusivos ao estudo do Discurso Direto e Indireto, do Raciocínio Lógico e dos conceitos de Paráfrase e Paródia. Por fim, debruça-se especificamente sobre a Interpretação de Textos e sobre as Escolas Literárias.

Desse modo, “Redação, Interpretação de Textos e Escolas Literárias” é um excelente material, não só para estudantes, mas também para profissionais de diversas áreas. Elimina as dificuldades em redigir as correspondências eletrônicas, faculta assimilar o assunto e o tema de um texto, por mais complexo que seja e permite resolver, com sucesso, as questões de português em concurso de ingresso ao serviço público ou privado. Lembrando que, em todos os concursos, o conhecimento da língua portuguesa é cobrado com rigor e profundidade.

Sobre o Autor
Professor Jorge Miguel é Coordenador de Língua Portuguesa da FAAP. Lecionou Língua Portuguesa e Literatura, durante 27 anos, no Colégio Rio Branco, em São Paulo. É formado em direito pela Universidade Mackenzie, onde também ministrou Direito Penal e defendeu sua tese de mestrado. Lecionou, em varias faculdades, as matérias: Língua Portuguesa, Literatura Portuguesa e Brasileira, Direito Constitucional e Direito Penal. Escreveu varias obras, no âmbito do Direito, da Literatura e da Língua Portuguesa. Pela DVS Editora publicou: “Análise comentada – Poemas de Fernando Pessoa e Heterônimos”, “Análise comentada – A Poesia Lírica Camoniana” e “Análise comentada – Sermão de Santo Antônio aos Peixes de Padre Antônio Vieira”.