Menu
28 out

8 conceitos básicos indispensáveis à melhoria contínua em equipes

Praticamente todas as empresas entoam um discurso de mudança. Há mais ou menos um censo comum de que o mercado está sempre em transformação e que é preciso estar atento para acompanhá-lo. No entanto, são poucas as companhias que de fato possuem um política que permita a evolução constante. O que geralmente acontece é que gestores e empresários reagem tardiamente e são obrigados a iniciar uma corrida atrás do prejuízo.

Isso faz com que o processo seja esvaziado, já que, mudar por mudar, nem sempre é efetivo. É preciso MELHORAR! Para uma evolução constante, empresas e equipes precisam ter a melhoria como um preceito básico em sua cultura. A mudança não é algo que ocorre de uma hora para outra, é preciso um processo sólido e regular.

Para isso, os professores Victor Mirshawka e Victor Mirshawka Jr. desenvolveram a Roda da Melhoria. Trata-se de um ciclo formado por 8 etapas (que eles chamam de 8is) que devem ser dominadas pelos gestores que desejam instaurar um processo de melhoria contínua. Veja abaixo uma descrição breve de cada um dos conceitos:

01. Iniciativa:
Sem ela não dá para começar nenhuma mudança significativa.

02. Informações:
São essenciais para se situar dentro de um certo contexto.

03. Ideias:
Vitais para se chegar às coisas novas.

04. Inovação:
Tanto em um produto ou um serviço, é resultado do que idealizamos no nosso cérebro.

05. Insistência:
Imprescindível para que os principais atores concordem com a introdução da inovação.

06. Integração:
Fundamental, em particular numa empresa na qual todos devem aceitar a mudança.

07. Implementação:
É a parte difícil, fazer com que a mudança seja de fato implantada.

08. Introspecção:
É a atitude racional de analisar se não deve haver uma nova mudança e recomeçar tudo de novo.

Como “gira” a Roda da Melhora:

Quando alguém toma uma iniciativa para a mudança, precisará buscar novas informações que permitam ter ideias – e elas conduzem à inovação. A insistência faz com que a inovação seja aceita para, então, integrar a novidade entre todos os envolvidos e ter apoio para a implementação. Assim que concretizada, o agente da melhoria deverá se preparar para uma introspecção. Nessa última etapa, conclui-se, muitas vezes, que é necessário promover uma nova mudança. O que leva, então, de volta ao começo da roda!

Livro esmiúça o assunto:

Victor Mirshawka Jr. e Victor Mirshawka (imagem abaixo) detalham cada uma das etapas, bem como outros conceitos envolvidos no processo no livro “A Roda da Melhoria” (DVS Editora).  Para adquirir a obra e se aprofundar no assunto, clique aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com